socioeco.org
Website de recursos comum da economia social e solidária

Cooperativa de creidto de Serrinha: Laços financeiros na luta contra a pobreza

ANAIS I CONGRESSO INTERNACIONAL DE ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL: diálogo Brasil Cuba, Feira de Santana, 2016

Daniele Silva de Jesus, Janúzia Souza Mendes, Março 2016

I CONGRESSO INTERNACIONAL DE ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL: diálogo Brasil Cuba, Feira de Santana, 2016

Download : PDF (140 KiB)

Resumo :

Devido a implantação do novo modelo agrícola no país, a agroindústria, o tema cooperativismo está sendo muito discutido nos últimos anos, pois forças econômicas buscam distanciar as cooperativas de seus princípios e transformá-las em firmas. O presente trabalho tem como objetivos relatar a história do cooperativismo de crédito no mundo, no Brasil e na cidade de Serrinha. Analisar o conceito de pobreza dos estudiosos e órgãos como o Banco Mundial e conhecer como a cooperativa de crédito contribui para reduzir a pobreza na cidade de Serrinha. Utilizamos como tipo de pesquisa a exploratória, como abordagem de pesquisa a qualitativa e a técnica de pesquisa a bibliográfica. Todavia entende-se que a definição de pobreza exposta pelo Banco Mundial e seguida por todos os países do mundo é o terceiro tipo de pobreza apresentada por Milton Santos, pois o Estado nacional está se isentando de suas responsabilidades, deixando a cargo de outras instituições e organizações resolver o problema da pobreza em seu país. A Cooperativa de Crédito instalada na cidade contribui para o desenvolvimento e diminuição da pobreza local prestando assistência financeira para seus associados proporcionando que os mesmos aprimorem sua produção aumentando a produtividade e consequentemente sua qualidade de vida, contribuindo assim, para a eliminação dos intermediários, aumentando o retorno financeiro e realizando operações financeiras que se transformam em benefícios para os cooperados com taxas e condições especiais, investindo recursos em projetos que fomentem o desenvolvimento sustentável local.

Fontes :

ANAIS I CONGRESSO INTERNACIONAL DE ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL: diálogo Brasil Cuba, Feira de Santana, 2016