socioeco.org
Sito di risorse documentarie sull’economia sociale e solidale
'

Um dia na vida de uma cooperativa de catadores

giugno 2013

O video : 10min17

O trabalho das catadoras e catadores de materiais recicláveis, além de árduo, exige experiência e conhecimentos para que o material triado e enfardado, esteja em condições de ser comercializado de acordo com a solicitação das empresas clientes.

Neste vídeo vamos mostrar um pouco das atividades que as catadoras e catadores da Coopercata, uma cooperativa do município de Mauá, filiada à Coopcent ABC, realizam.

São 21 cooperados, que atuam de forma organizada e solidária, realizando esse importante trabalho que beneficia o meio ambiente e a sociedade, de forma significativa. No entanto, ainda não são reconhecidos e valorizados como profissionais que atuam como coletores de recicláveis e agentes ambientais, especialmente por parte dos poderes públicos municipais.

O poder público paga para empresas coletarem e depositarem esse materiais em aterros sanitários, no entanto, não paga para essas cooperativas que realizam a coleta, separação e beneficiamento desses materiais e os destinam de maneira ambientalmente adequada.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, que é uma lei, obrigada a ser cumprida, veio para corrigir ou minimizar essa injustiça, no entanto, se esbarra na falta de visão de muitos gestores públicos que não « enxergam » o poder que lhes foi « dado » para diminuir as desigualdades sociais e econômicas da sociedade. Se é que este é um objetivo real ou apenas falácia de período eleitoral.

Construir um mundo melhor, pode e deve ser meta e obrigação de todo gestor público, enquanto discurso e prática.