socioeco.org
Sitio de recursos de la economía social y solidaria

Empreendimentos sustentáveis, tecnologia da informação e desenvolvimento local: desafios para a metodologia de incubação de cooperativas populares

Inessa Salomão, Gonçalo Guimarães, Gabriela Egler, João Guerreiro, Lúcia Lambert, Valéria Braga, 2006

Para bajar : PDF (180 KiB)

Resumen :

Os anos 90 foram marcados pelo surgimento de alternativas de geração de trabalho e renda para a população em situação de exclusão. Em um contexto de grave crise social, foi criada dentro da Universidade Federal do Rio de Janeiro a primeira experiência de incubação de empreendimentos voltados à população de baixa renda: as Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (ITCP). Esta matriz teórica foi disseminada através de transferência metodológica, tendo como referência a ITCP/COPPE/UFRJ.

A partir do ano 2000, a metodologia utilizada para o processo de incubação foi reformulada para atender ao amadurecimento das cooperativas populares incubadas e à complexidade de conceitos apostos. Uma importante inovação da metodologia foi a criação de um sistema de planejamento, monitoramento e avaliação (PMA) do processo de incubação. A esta metodologia, foi imposto o desafio de atingir a escala nacional visando a aplicação da metodologia de incubação de cooperativas como fator promotor de desenvolvimento local. A proposta apresentada neste artigo para a superação da atual escala de incubação está no novo conceito de incubação virtual . Ou seja, a utilização de Tecnologia da Informação (TI) através da adaptação de recursos de educação à distância e instrumentos de gestão, amplia o acesso a esta metodologia.

Este artigo não pretende responder a uma série de questões inerentes à reversão da pobreza. No entanto, no bojo do uso da tecnologia no combate à pobreza estão relacionadas duas discussões profundas: a necessidade de educação básica e a adição de valor ao trabalho.

Entendida como parte de uma estratégia mais ampla, inclusive de política pública, para a promoção do desenvolvimento local, a incubação deve estar associada à organização de arranjos produtivos locais eficientes. As cooperativas populares incubadas se orientadas e geridas de forma consistente configuram-se num elo da cadeia produtiva, com grandes potencialidades para a geração de ocupação e cooperação com outros empreendimentos em rede.

Fuentes :

Sito do ITCP: Incubadora Tecnologica de Cooperativas Populares www.itcp.coppe.ufrj.br/publ_textos.php