socioeco.org
Resource website of social and solidarity economy

De trabalhador a empreendedor: uma análise das formas de produção e reprodução da força de trabalho no Brasil e no Equador

São Paulo : Integração da América Latina, Universidade de São Paulo, 2012. Dissertação de Mestrado em Integração da América Latina

Karina Noel Fortete Mayero, 2012

Ler artigo completo na página de : www.teses.usp.br

Resumo :

O presente trabalho tem como objetivo analisar duas práticas de economia solidárias que ocorrem na América Latina e sua vinculação com as atuais estratégias de produção e reprodução da força de trabalho. As experiências escolhidas foram o Banco Palmas, localizado na cidade de Fortaleza, no estado do Ceará, Brasil, e a organização da sociedade civil CEPESIU, com seu programa Sociedades Populares de Inversión, localizada em Quito, no Equador. Para isso, foi realizada uma retrospectiva histórica das diferentes formas de produção e reprodução da força de trabalho, assim como das formas de governo que sustentaram cada uma delas, desde o período imediatamente seguinte à Revolução Industrial até a atualidade. Este percurso oferece elementos que constatam a hipótese inicial de que as práticas chamadas, genericamente, de economia solidária representam a mais nova (e aceita) forma de produção e reprodução da força de trabalho no cenário neoliberal. No decorrer do trabalho, analisam-se os papeis que assumem os diversos agentes envolvidos em cada momento histórico estudado, dando destaque para a atuação do Estado e suas estratégias de intervenção em ambos os países observados.