socioeco.org
Website de recursos comum da economia social e solidária

Reconciliar economia e ecologia

Dossiês :

Cidades en transição

O movimento de Transição é uma abordagem federativa e global, que nasceu na Grã Bretanha em setembro de 2006 na pequena cidade de Totnes, a partir da experiência do professor de permacultura Rob Hopkins, na Irlanda, um ano antes. Hoje há mais de 700 iniciativas de Transição em uns quinze países, entre os que se encontram os Estados Unidos, a África do Sul e a França.

Preservar a biodiversidade

A biodiversidade, a diversidade dos seres vivos, incluindo as espécies vegetais e animais, os ecossistemas e a variação genética, é a base da nossa vida no Planeta. Ora bem, mais cada vez os ecossistemas são deteriorados e até destruidos, espécies inteiras estão desaparecendo ou em vias de extinção. Os principais motores desta perda de biodiversidade, além do crescimento demográfico, são os resultados do grande peso que o nosso sistema econômico exerce sobre ela: alteração do hábitat, poluição de todos os tipos, sobreexploração dos recursos, e cada vez mais, mudança climática. As áreas desérticas aumentam e no fundo dos oceanos áreas inteiras de recifes de corais morrem. Esta situação afeta todos nós (tem consequências na saúde, na segurança e em inúmeros aspectos do bem-estar e da qualidade de vida) mas afetam mais particularmente as famílias mais pobres, entre outras em áreas rurais ou litorâneas, com frequência mais dependentes dos ecossistemas que lhes permitem sobreviver.

Transição energética

Face ao conjunto de ameaças da escassez de energias fósseis e das alterações climáticas cada vez mais percetíveis, há cidadãos/s que optam por uma energia diferente: local, partilhada, ecológica, coletiva e cooperativa. Trata-se, por um lado, de sensibilizar para o consumo de energia em geral e implementar soluções de menor consumo e acabar com a dependência energética em relação às energias fósseis ou nucleares e por outro lado, iniciar a transição energética que coloque o consumidor o mais próximo possível dos recursos.