socioeco.org
Website de recursos comum da economia social e solidária

Por uma sociedade de iguais: a formação de jovens para o trabalho na perspectiva da economia solidária

São Paulo : Faculdade de Educação, Université de São Paulo, 2013. Mémoire de Maîtrise en Educação.

João Antonio da Silva, 2013

Ler artigo completo na página de : www.teses.usp.br

Resumo :

Este trabalho diz respeito à análise da relevância do processo educativo da formação de jovens nos princípios da Economia Solidária. A existência de abismos sociais, que dividem ricos e pobres na sociedade atual, cria a necessidade do fortalecimento da educação para o trabalho, sob o prisma da emancipação das pessoas e, sobretudo, dos jovens. Refletindo as contradições da própria sociedade, existe uma problemática educacional que, entre outros fatores, contribui para a vulnerabilização e mesmo para a exclusão social de milhares de jovens. O trabalho, ora apresentado, é resultado de uma análise sobre essa temática e foi realizado combinando-se investigação bibliográfica, com o levantamento de dados junto a duas Instituições de formação de jovens, onde também foram realizadas entrevistas. O estudo do material coletado permite afirmar que, a formação de jovens sob a perspectiva e princípios da Economia Solidária, colocando-os como sujeitos e protagonistas dessas ações de formação, trazem condições de acesso destes jovens ao mundo do trabalho de forma emancipada e com maior resistência propositiva ao trabalho subordinado. A pesquisa aponta a necessidade de que essa prática pedagógica emancipadora seja associada por políticas públicas adequadas de fomento a empreendimentos econômicos organizados de forma democrática. Ainda, no estudo feito se tomou como exemplo paradigmático o processo de formação de jovens desencadeado desde o inicio da história do Complexo Cooperativo de Mondragón, na Espanha. A história de Mondragón foi tomada como modelo exitoso de formação, haja vista que o processo educativo destinado aos jovens deu os primeiros passos na direção da criação daquilo que é considerada a mais bem sucedida experiência do cooperativismo no mundo.